Páginas

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Quem se importa...

Assim como eu, sei que tem muita gente por aí que demonstra o que sente através de palavras. Percebi que quando eu falo com alguém sobre o que há dentro de mim, acabam não entendendo, distorcem tudo o que eu disse e começam a me olhar com outros olhos. É exatamente isso que me fez tentar de outra maneira, dessa maneira. As pessoas falam, falam, falam. Mas será que acabam dizendo o que realmente planejaram dizer? A dificuldade acaba se tornando, muitas vezes, em uma pequena fama de que você não tem sentimentos, de que você não se importa. Confesso que erro muito em relação a isso. Costumo pensar coisas das pessoas sem ao menos deixá-las tentar se expressar melhor, é natural, porém há muitas delas que nem se esforçam para isso. Elas falam coisas pequenas como se estivessem fazendo o mínimo, nada que diferencie elas do resto do mundo, e acabam persistindo na ideia de que ninguém quer enxergá-las. Por que? Por que não tentar demonstrar de outras maneiras? Mesmo que seja difícil dizer, tente. Demonstre de outras formas que você não está sendo uma pessoa falsa, que você realmente se importa e não quer somente usar o outro. Talvez fizeram muito isso com você e o 'fazer com os outros' seja sua fuga, mas não faça. Entretanto, há aqueles que falam muito querendo parecer verdadeiro. Esses me enjoam ainda mais. Não demonstrar tanto eu até entendo que pode ser complicado, difícil, mas fingir demonstrar demais se torna ridículo. Identifico-os como aqueles que não conseguem olhar nos olhos da pessoa ao dizer qualquer coisa. Falam por falar, fazer por fazer. Quem se importa? É, quem se importa...