Páginas

domingo, 1 de julho de 2012

Ponto de interrogação

Quantas vezes comecei a escrever e apaguei com medo, com receio e sem motivos. Queria poder te dizer as várias vezes que cliquei em seu nome esperando que saísse alguma palavra espontânea, sem ter que pensar muito, sem ter que ficar esperando loucamente sua resposta. Sim, algumas poucas vezes eu conseguia e são dessas que me arrependo. Você diz coisas que eu, por mais tola que seja, sei que são só palavras e por trás disso só há um grande e vazio espaço. Por que, nessas poucas e simples palavras suas, eu não consigo acreditar e me cerco ainda mais com as minhas perguntas desnecessárias? Eu me cerco com aquilo que acho que passa por sua cabeça, mas será que passa? Será que o que você diz realmente é verdade e que você sente minha falta, que quer me ver? Não, sei que não. Se o pingo de esperança que ainda resta em mim respondesse, diria que eu poderia continuar correndo atrás, que eu poderia e deveria mandar uma sms pra você perguntando se você está por perto. Depois de muita provocação desse pingo, eu mando e me arrependo mais uma vez, pois você responde coisas que amolecem meu coração e enlouquecem minha cabeça. Não dá para pensar nessas horas, a razão some e eu acredito. Certamente o problema é esse, eu acredito em tudo. Preciso de um mundo onde não há enganações e as pessoas são limitadas a falar a verdade, exceto em momentos em que a mentira seja por causas boas. Mas falo do momento em que se olha nos olhos da pessoa e diz exatamente o que você sente. Queria poder te ligar agora e dizer tudo, sem medo do depois, sem medo do que falaria de mim, sem medo de você, mas acontece que nem dizer o que eu sinto eu consigo. Aliás, eu sinto tudo isso mesmo? Não tenho motivos, não tenho argumentos para provar que sinto algo por você e sei que tudo isso que estou dizendo é loucura. Os pouquíssimos momentos que passei ao seu lado faz meus olhos brilharem quando te encontro, faz eu ficar pensando em você, faz minhas pernas tremerem, faz eu ficar assim. A cada mensagem que te mando é uma promessa nova de nunca fazer isso novamente. Parece que quanto menos você se esforça pra mudar algo, mais preciso de você, mais quero você por perto. Não! Não quero e não preciso. Preciso? Não sei de mais nada. Quem sabe mais pra frente, quem sabe as coisas mudem, quem sabe..(esse pingo só me provoca). Enquanto isso, vou levando toda essa bagunça. Agora sim, prometo por escrito que vou tentar esquecer, prometo não te procurar, prometo tentar...

7 comentários:

  1. Seu blog é lindo. Textos bem escritos, transbordantes de sentimento. Espero que a escrita a esteja ajudando a enfrentar as incógnitas da vida. Certamente ajudarão outras pessoas!

    ResponderExcluir
  2. Olha..vou te falar que me vi descrita nesse texto!
    eu sou tão assim..rs
    impulsiva,cheia de arrependimentos e pingos de esperança!
    Mas olha..quer um conselho? se esforce mesmo para não se precipitar..e acredite mais na razão do que no coração que teima em nos colocar em saias justas! haha
    Aqui tudo é muito lindo..
    Amei o seu cantinho..se quiser da uma passadinha no meu e comenta o último post,rs:
    http://comamoremaiscaro.blogspot.com.br/

    grande beijo.sz

    ResponderExcluir
  3. Blog preferido!!

    http://reflexoesdeletrasepalavras.blogspot.pt/
    bj

    ResponderExcluir
  4. Meninas, obrigada pelos elogios! Fico feliz em saber que vocês gostam do "meu cantinho", como diz a Maay Reeis! ahaha :) Prometo acompanhar o blog de vocês..Voltem sempre!

    ResponderExcluir
  5. Pod parecer beemm estranho...mas eu tb já passei por isso e é exatamente assim...na maioria das vezes a gente acaba se precipitando por conta desse pingo de esperança e provavelmente a pessoa nem está muito aí pra vc...e quando vc ve ou conversa com a pessoa o sentimento vem ainda mais forte e o coraçao acaba falando mais alto do q a razao...é infelizmente nao podemos controlar o nosso coraçao muito menos o dos outros por isso temos q fazer o maior esforço possível pra q a razao fale mais alto...é difícil mas não impossível...adorei o texto muito tudo a ver...huahuahuahua...beijo

    ResponderExcluir
  6. é, está aí a prova de que os homens também tem sentimentos.. apesar de escondê-los MUITO bem! ahahaha Obrigada, Fábio! Comentarei mais sobre razão/coração em outros posts. :)

    ResponderExcluir
  7. HUAHUAHUAHUA!!!demoro gii vou ficar aguardando!!!

    ResponderExcluir